segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Um pouco sobre o bairro de Moema

....fiquei muito contente em  por poder agora fazer uma imersão ao passado e falar um pouco sobre o bairro de Moema , que sem dúvida para quem viveu a infancia e adolecencia no Campo Belo tem experiencias também neste magnifico bairro...só para começar eu queria e preciso informar sobre a minha visão geográfica de Moema,  é muito maior do que as pessoas podem imaginar...na minha experiencia daquela época eu já considerava Moema a partir da divisa com o Campo Belo alí nas margens do córrrego da traição aonde é hoje a av. dos bandeirantes, sendo assim eu sempre considerei que a partir da av. Ruben Berta , descendo até a av. Santo Amaro já era Moema, pegando alí a Vila Helena, parque dos Eucaliptos e Jardim Novo Mundo, depois alí do canal 7 (record, ,jovem pan, tv mulher etc.) nem sei  o que é lá hoje, subindo até a av. Indianópolis também é tudo Moema, e em frente ao canal 7 , do lado de lá da Ruben Berta aonde era a Cruz Vermelha e hoje é o Hospital dos Defeitos da face até o Clube Sirio, era já o Planalto Paulista, e do outro lado aonde tinha o córrego Uberabinha aonde é hoje a av. Hélio Pelegrino bairro que é chamado Vila Uberabinha para mim também era Moema, fazendo divisa com a Vila Nova Conçeição na av. Afonso Brás... Moema para mim inicialmente sempre teve o seu centro na igreja Nossa Senhora Aparecida, a igreja de Moema, foi alí que todos de minha família se casaram, pais, tios primos etc...eu tinha que ser o que contrariou a todos, pois me casei na igreja Nossa Senhora da Esperança, na av. dos Eucaliptos  que também é Moema, quem fez o meu casamento foi o padre Spolt, sendo assim a minha certidão de nascimento bem como a de casamento estão lavradas no Cartório de Indianópolis que é Moema...aliás esse negocio de Indianopolis e Moema sempre foi muito engraçado, pois um lado do bairro as ruas tinham nome de indios e de outro lado tem nome de pássaros....os meus avós , já falecidos, moravam na rua Periquito a 50 metros do córrego Uberabinha mas para mim alí sempre foi e é Moema, ainda mais por a rua ter nome de pássaro...rs...  além da igreja de Moema que sempre foi muito importante para a família, a minha infancia é marcada por estar sempre em Moema, as primeiras matines nos domingos a tarde e os cinemas  estavam todos em Moema, o cine Jurucê ( que muitos chamavam de pulgueiro...rs...)  o cine Joá na av. ibirapuera que foi o que eu mais frequentei e muitas vezes ia de bonde , até meados de 1968 , depois disso ia de carro quando o meuu pai nos levava, eu e meus irmãos ou íamos de onibus ( dos onibus quero u parágrafo a parte rs...) , também o cine Grauna na v. Sto Amaro , e até quem sabe o cine Vila Rica na Santo Amaro só que ali já era a Vila Nova Conçeição, se bem que quando se ia ver um filme por lá estava toda a turma do
Campo Belo e Moema...Muitas vezes, principalmente na época de férias escolares, saia da rua Edson no Campo Belo ia ia atá a casa da minha avó na rua Periquito e ia de bicicleta e as vezes a pé e sempre ziguzagueando pelas ruas de Moema, já naquela época gostava de pegar a av. dos Eucaliptos para poder passar pela rua Normandia, que naquela época era uma rua 100% residencial e já era muito bonita, valia a pena passar por lá...

texto enviado por: Wilson Fernando Borges

9 comentários:

  1. Wilson

    Aos domingos depois do almoço o momento era de se embelezar e ir com amigos e o namoradinho para o cinema: cine Grauna ou Vila Rica!Eu também adorava sair de casa de bicicleta , atravessar a avenida dos Eucaliptos , pegar a rua Grauna ,ir cortanto até chegar na rua Periquito:1 aventura e tanto: era muito bom!

    abraço

    ResponderExcluir
  2. caro Wilson viajei no tempo, depois que li o seu texto fechei os olhos e me vi ainda menina caminhando pelas ruas de Moema e depois me casando na Igreja N.Senhora da Aparecida!

    Ana Maria

    ResponderExcluir
  3. Caro Wilson viajei no tempo, depois que li o seu texto fechei os olhos e me vi menina caminhando pelas ruas de Moema e depois já adulta me casando na Igreja N.Sra.Aparecida

    Ana Maria

    ResponderExcluir
  4. rua Periquito famosa demais pois alí numa travessinha tinha a portuguesa das flores, a dona Lurdes que durante muitos anos reinou como a única floricultura de toda região.

    João Pedro

    ResponderExcluir
  5. Bons tempos, hein, Wilson!
    Casa de Vó é bom em qualquer bairro!
    Valeu!
    Muita paz!

    ResponderExcluir
  6. Bom mesmo era a liberdade de pegar a bicileta e sair pelos bairros próximos, mas hoje :impossível

    CElia

    ResponderExcluir
  7. marta ovando obara9/14/2011 6:17 PM

    Como era bom no domingo ir no cine Vila Rica com meu pai para assistir Tom&Jerry..LINDO SEU TEXTO WILSON,abraços tucha.

    ResponderExcluir
  8. Wilson, sua história poderia estar assinada por mim, com pequenas mudanças: a madrinha além dos avós também morava em Moema; fui batizada na Igreja N S Aparecida; o Vila Rica era onde ia com meu primeiro e único namorado e o Joá era onde iam meus pais quando namoravam. E assim vão nossas lembranças nas asas das histórias deste incrível blog! Obrigada pela viagem!!!

    ResponderExcluir
  9. cine joa e cine juruce.... quantas saudades.

    ResponderExcluir