terça-feira, 30 de maio de 2017

Rua Normândia



Olá! Eu sou o Glauco Pereira de Oliveira, ex-morador da Rua Normândia!

Pertenço ao grupo que meus amigos, também ex-moradores, e eu

chamamos de “Os Normandos da Rua Normândia”. Podemos dizer que

somos privilegiados por termos convivido naquele lugar tão diferente, tão

peculiar, por longos anos. Talvez as minhas ex-vizinhas e amigas não

queiram que eu diga por quanto tempo. Morei ali, no número 70, de 1959

a 1975, quando saí para estudar em Curitiba. Mas a nossa história não

termina, continua. De quando em quando, nos reunimos novamente, ou

passamos para relembrar os tempos marcantes, ou, apenas para tirar

umas fotos. No último final de semana, decidimos dar continuidade ao

plano infalível de estarmos sempre juntos. Para não ficarmos na

promessa, decidi chamar os amigos para um café. Coisa simples? Sim,

somos assim: simples. Muitos deles responderam ao meu convite. Mas

dois deles, Claudio Pesce e Paulo Sergio Brandão de Carvalho,

confirmaram presença. Há cerca de um mês, Paulo e eu nos encontramos

em um Shopping bastante familiar a nós, por acaso, depois de muitos

anos. E reencontrar-me com o Claudio seria algo quase surreal. Chegou o

grande dia, sábado, 27 de maio. Eles já me aguardavam, quando o Claudio

indicou a mim um local para estacionar o carro, como se tivéssemos nos

separado por alguns minutos ou alguns poucos dias. A conversa animada

já ia avançando quando decidimos tomar o tal do café. Como não poderia

faltar, tiramos um “selfie”, que foi ousadamente para a nossa página, com

os dizeres: “Chegamos! Só risada!” histórias e “causos” fluíam de nossas

memórias como sempre que nos encontrávamos no passado, sempre

vivos como se fossem atuais. Pensei que, ao terminarmos o nosso bom e

velho café, iríamos nos despedir e nos abraçar com a mesma alegria de

sempre. Enganei-me. Os comentários começaram a aumentar a emoção.

Dentre eles, os do nosso querido Luis Antonio Vendramini: “Vou dar um

pulo aí! Não vão embora!!!...” Ainda bem que meu coração é forte,

porque logo chegou a querida Lígia Regina Moschetta Padilha, trazendo

seus pais, Sra. Lucia e Sr. Olavo Moschetta. Ela, minha ex-professora de

piano, e ele, Ex-Comandante de grandes companhias aéreas. Logo em

seguida, o Luis Antonio chegou, cumprindo sua promessa. Como o dia era

para muita emoção, amigos da família Elston começaram a comentar o

nosso encontro, dizendo que estariam no próximo evento. O Marcello

Elston, esperto, resolveu fazer aniversário no mesmo dia. Ao vivo,

cantamos para ele o tradicional “Parabéns”. Não faltava acontecer mais

nada. Mais nada? Enganei-me novamente. Com dificuldade de se

desvencilhar de um compromisso, Caio Sérgio Moschetta, meu ex-colega

de colégio, já lamentava não poder estar conosco. Conseguiu. Chegou

pouco depois para se juntar ao grupo. Em poucos minutos, pudemos

relembrar os tempos de convivência e trocar experiências da idade adulta.

Muitos anos em 7 horas foi o resultado da nossa vontade de continuarmos

a nos rever, de compartilharmos nossas alegrias e, até, nossas tristezas.

Sou um homem feliz e realizado, porque um dia Deus me deu a bênção de

ter conhecido os “Normandos da Rua Normândia”.


local do encontro: Café Normandia

fotos:
Ligia, sra. Lucia, sr. Olavo, Luis Antonio, Caio Sérgio,Glauco,Paulo Sergio


                                                               










Glauco querido, obrigada pelo seu texto escrito com amor, carinho. E espero que muitos encontros aconteçam para que todos possam  reviver muitas histórias. E quando eu for para Sampa aviso você, assim vamos nos encontrar para um bom papo e um saboroso café, na Rua Normândia.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Rua Normandia



       Hoje fui à missa de Páscoa na Igreja Nossa Senhora da Esperança e depois dei uma passadinha pelas lembranças da Rua Normandia. A gerente da loja Loccitane, me deixou subir as escadas e olhar os quartos, onde é hoje o estoque da loja! No corredor lá em cima uma viagem pelo túnel do tempo!!! Ótimas lembranças! Este pinheiro onde estou na foto, foi meu pai Olavo Moschetta que plantou, em 1967, no primeiro dia que fui à escola!!!









                                                                   

Ligia Regina Moschetta Padilha

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Avenida Jacutinga,568

Casa dos meus pais Thereza e Antonio Kolb, Avenida Jacutinga, 568
Meus irmãos Bernardo Kolb, saudoso Reinaldo Kolb e eu, em 1949

Antonio Kolb Filho Kolb

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Grupo Escolar César Martinez



 Grupo Escolar César Martinez, Alameda Iraé, 155
                                                                 

Ano: 1954




Ano: 1956
Antonio Kolb Filho

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Rua Normandia

Minha mãe Tereza, minha irmã Frieda, meu irmão Guilherme e  eu.

Rua Normandia,, casa 2
ano: 1965 ou 1966

Julia Hatz