sexta-feira, 27 de maio de 2011

MOEMA - PEQUENA HISTÓRIA DE UM GRANDE BAIRRO

Moema é hoje um dos bairros nobres e privilegiados que a cidade de São Paulo possui.
Na década de 50, o bairro ainda apresentava aspecto de uma cidade do interior, com muitas chácaras, muitas casas simples e várias indústrias que evidenciava ser um bairro predominantemente fabril. Com a chegada dos anos 60, pouco a pouco as empresas começaram a mudar para outros centros, propiciando o início de um bairro residencial.
A década de 70 foi o marco do descomunal desenvolvimento ocorrido em Moema. Com localização privilegiada, muitas casas foram dando lugar para empreendimentos imobiliários com construções de edifícios para a classe média, média alta e de alto padrão, originando progresso gigantesco em todas as atividades que um bairro moderno necessita para subsistir. Acompanhando e confirmando o crescimento, surge o Shopping Center Ibirapuera que veio para consolidar o ritmo progressista do bairro.
Apesar de ser visinho do Aeroporto de Congonhas e ter ocorrido alguns acidentes graves quando da decolagem ou aterrizagem de aviões, em nenhum deles teve como palco um espaço dentro das delimitações de Moema. Mas houve um acidente curioso e trágico, que ficou para a história do bairro acontecido há cerca de 30 anos. Um pequeno avião, provavelmente desses que eram usados na época para as primeiras aulas de um candidato a piloto, por pane no motor ou imperícia, chocou-se violentamente com um edifício da Avenida Ministro Gabriel de Resende Passos.
O curioso do acidente foi que o bico da aeronave atingiu o vitrô do banheiro de um dos apartamentos do edifício, tendo ficado cravado no imóvel. O trágico foi o falecimento do piloto. Não lembro se havia um acompanhante que, se confirmado, teria tido o mesmo destino.
Voltando à história, Moema hoje conta com um comércio totalmente diversificado e modernizado, atendendo  a todas as necessidades dos moradores; Bancos das principais bandeiras a cada canto; Hoteis diversos de quatro e cinco estrelas; Pizzarias e Restaurantes para todos os paladares; Escolas conceituadas de ensino fundamental, ensino médio e faculdades; Para entretenimento, uma agradável casa de Shows;
Para atenuar o estresse que o cotidiano da vida produz, o lindo Parque do Ibirapuera, ao lado e muitos outros privilégios que faz com que o bairro atualmente seja o sonho de muitos mas, realidade de poucos.
O famoso cantor e compositor baiano, Dorival Caymmi, falecido em 2008 e autor de lindas canções, fez uma que diz: "É DOCE MORRER NO MAR" - Termino esta pequena história dizendo: "É DOCE VIVER EM MOEMA" !!!

texto enviado por: Roberto Capuano

3 comentários:

  1. O bairro cresceu, desenvolveu rápido demais.O bairro é muito bonito, mas já não suporta mais tantos prédios, carros,bares, restaurantes.
    Escreva mais.
    Luiz Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise Cherry Lopes5/22/2017 11:36 PM

      Nunca me esquecerei desse acidente porque foi ao lado do Hospital Jaraguá, onde eu estava após ter dado à luz minha primeira filha Muchele.
      Vi a bola de fogo pela janela do meu quarto e ouvi o estrondo.
      Uma enfermeira veio nos retirar do quarto por precaução e somente no dia seguinte pudemos ver que se tratava de um pequeno avião. Saiu na primeira página dos jornais dia 23 ou 24 de março de 1979.

      Excluir
    2. Agradeço seu comentário.

      Excluir