domingo, 12 de julho de 2015

Avenida Cotovia, 361



Meus pais ambos filhos de imigrantes italianos quando se casaram vieram do Cambuci para este bairro, na Avenida Cotovia, 361 e moramos por 12 anos neste endereço porque meu pai trabalhava na Vila Mariana, precisamente na Rua Pelotas, em uma Metalúrgica chamada ARTEB. Bem aquela época era muito diferente, éramos simples e não ouvíamos falar tanto em violência, tive também uma amiga antes do bar pertencer ao Sr. João Mota, os donos anteriores eram um casal de portugueses também, o nome dele era  Sr. José Pimentel, a esposa Dona Isaltina e seus dois filhos Maria Nidette e Valtinho, íamos a Escola juntas, na Vila Olimpia, frequentávamos a igreja São Dimas e lá fizemos a Primeira Comunhão, na tereceira série meus pais me transferiram para o Grupo Escolar Napoleão de Carvalho Freire que tinha começado a funcionar havia pouco tempo, e ficava mais perto de casa então eu não precisava maisatravessara a Avenida Santo Amaro, meu costumava me levar na pracinha que ficava no final da Rua Pariquera Açu, inclusive tenho uma foto nesta rua junto com minha irmã, também fui em muito cirquinho do Arrelia na TV Record, meus primos do Cambuci adoravam nos visitar pois íamos ao Ibirapuera e ao Aeroporto, claro que sempre acompanhados por pais e tios, minha professora da quarta série foi a Dona Odete e o Diretorr o Sr. Ismael, frequentei também muitas festas juninas em uma das travessas da Rua Canário e sempre ganhava dos meus pais um balão chinesinho e fósforo de cores, também costumava participar da missa dominical da Igreja Nossa Senhora da Aparecida.
Quando comecei a entrar na adolescência, eu e Maria da graça já dávamos uma voltinhas pelo bairro sózinhas e adorávamos passar em frente a casa do Ronnie Cord, pra vê-lo nem que fosse por um segundo, Hoje realmente este bairro está muito diferente com muitos prédios, mas ainda adoro passar pela Avenida Cotovia sempre que posso , pois tenho um carinho especial por este cantinho com cheirinho de infância , quando a única preocupação era saber se teria goiabada de sobremesa.Bem, por hoje foi do que me lembrei.Brevemente postarei fotos, abraço

                                                                Rosa Maria  Municelli Espindola

3 comentários:

  1. Gostei da parte da sobremesa: goiabada. Lá em casa sempre tinha essa delicia!

    ResponderExcluir
  2. Morei algum tempo na Rua Agami e tenho muita saudade desse bairro.
    Conte mais coisas.

    Emilia

    ResponderExcluir
  3. O bairro já não é mais o mesmo, mas adoro passear por êle e sonhar com dias felizes que vive nesse bairro.
    Ana Maria

    ResponderExcluir